A amizade social

O Papa Francisco, através de O Vídeo do Papa, centra o seu olhar no diálogo como “caminho para ver a realidade de uma maneira nova, para viver com paixão os desafios da construção do bem comum” e pede para travar a polarização que nos divide. Para tal, convida a rezar para que nas nossas sociedades já “não existam espaços de inimizade e de guerra”.

Diz a Bíblia que aquele que encontra um amigo encontra um tesouro. Gostaria de propor a todos que fossem mais além dos grupos de amigos e construam a amizade social tão necessária para a boa convivência.

Reencontrar-nos especialmente com os mais pobres e vulneráveis. Aqueles que estão nas periferias. Afastarmo-nos dos populismos que exploram a angústia do povo sem oferecer soluções propondo uma mística que não resolve nada. Fugir da inimizade social que só destrói e sair da “polarização”.

E isto nem sempre é fácil, especialmente hoje quando uma parte da política, a sociedade e os meios se empenham em criar inimigos para os derrotar num jogo de poder.

O diálogo é o caminho para ver a realidade de uma maneira nova, para viver com paixão os desafios da construção do bem comum.

Rezemos para que, em situações sociais, económicas, políticas, de conflito sejamos arquitetos de diálogo, arquitetos de amizade, valentes e apaixonados, homens e mulheres que estendem sempre a mão e para que não existam espaços de inimizade e de guerra.
______________________________________________

Intenções mensais anteriores. As intenções são confiadas mensalmente à Rede Mundial de Oração do Papacom o objetivo de difundir e consciencializar sobre a imperiosa necessidade de orar e atuar por elas.