Uma Kitty Party Espiritual

Depois de terminar a licenciatura, Joslin trabalhou na Índia e noutros países como professora de Informática e programadora. Atualmente vive em Mumbai com o marido e duas filhas. Durante a pandemia arranjou um modo continuar em contacto com as amigas, ajudando-as a partir de casa com as “Parties virtuais da Kitty” .

Opus Dei - Uma Kitty Party EspiritualCom as minhas filhas

Theresa, a minha filha mais velha, deu-me a conhecer a mensagem do Opus Dei e as obras do seu fundador, S. Josemaria, há cerca de dez anos. Nessa altura, a convite de algumas amigas, Theresa tinha começado a frequentar programas de formação católica para raparigas e animou-me a participar num programa idêntico para senhoras.Desde então, estes programas tornaram-se gradualmente, para mim, as minhas filhas e o meu marido, uma parte muito importante da nossa vida, de tal modo que às vezes era o meu marido, Cheian, que me animava a não os perder.

A nossa família tem uma devoção especial ao fundador do Opus Dei. Na nossa oração diária em família, Celine, a minha filha mais nova, reza a oração a S. Josemaria. Há uma grande riqueza espiritual nos seus ensinamentos. Penso que repassá-los e partilhá-los com outras pessoas faz crescer a minha “conta bancária” espiritual. Afinal, o que realmente importa é a nossa riqueza espiritual, e uma grande parte desta riqueza consiste em transmitir a alegria do Evangelho a todos os que nos rodeiam, como S. Josemaria escreveu: "Não podes ser um elemento passivo. Tens de converter-te em verdadeiro amigo dos teus amigos: ajudá-los! Primeiro, com o exemplo da tua conduta. E, depois, com o teu conselho e com o ascendente que a intimidade dá." (Sulco, 731).

Com o meu marido

Devido à pandemia de 2020, não podendo encontrar-me com outras famílias e amigos, pedi a S. Josemaria para me dar ideias sobre como aproveitar bem o tempo e ser útil às minha amigas. Foi assim que tive a inspiração de começar um grupo online de amigas chamado Kitty Party Espiritual. Como se sabe, na Índia uma kitty party é um encontro informal de senhoras, normalmente em casa de uma das senhoras, a anfitriã, que oferece a refeição, organiza jogos, etc. Na verdade, é uma maneira de promover a amizade e o sentido de pertença a um grupo.

A primeira sessão da nossa Kitty party foi no dia 16 de julho de 2020, festa de Nossa Senhora do Carmo. Várias amigas de Mumbai, de outros lugares na Índia e do estrangeiro entraram na ligação e, desde então, continuamos os nossos “encontros” online de 15 em 15 dias, mais ou menos.

Começamos habitualmente os nossos encontros com uma Ave Maria, seguindo-se a leitura de um pequeno texto de S. Josemaria ou do Papa Francisco. Depois temos uma palestra, preparada por uma de nós, sobre temas específicos como amizade, esperança, amor, Natal, vida familiar, etc. Também há tempo para partilharmos as nossas experiências profissionais e pessoais, o que fomenta a confiança e amizade entre as senhoras. No fim, é claro que também há tempo para diversão e riso, como em qualquer kitty party!

"Ok, estamos online!"

Graças às novas tecnologias e às diferentes plataformas, conseguimos, agora já durante muitos meses, manter o contacto entre nós. E, ao mesmo tempo, estamos ansiosas pelo dia, esperamos que seja em breve, em que possamos encontrar-nos novamente face a face e organizar kitty parties, não online mas também nas nossas casas. Se bem que os encontros virtuais tenham sido muito úteis durante todo este tempo, também é verdade que, como o Papa Francisco diz, "faltam os gestos físicos, expressões do rosto, silêncios, linguagem corpórea e até o perfume, o tremor das mãos, o rubor, a transpiração, porque tudo isso nos fala e faz parte da comunicação humana." (Fratelli Tutti, nº 43).

Entretanto, apreciamos os nossos encontros virtuais e continuamos a rezar juntas pelo fim desta pandemia na India e no mundo inteiro.


Originalmente publicado em: https://opusdei.org/en-in/article/spiritual-kitty-...