Apontar para o norte num bosque de desafios: um livro solidário com África, mulher e ciência

Parte do produto de venda do livro será destinado às bolsas Guadalupe de Harambee.

Opus Dei - Apontar para o norte num bosque de desafios: um livro solidário com África, mulher e ciência

Isabel Sánchez, secretária central do Opus Dei, acaba de publicar na editora Espasa (Grupo Planeta) o livro “Mujeres brújula en un bosque de retos. Ideas para superar la adversidad” (por agora, sem tradução portuguesa). Parte dos lucros obtidos com o livro destinar-se-á às bolsas Harambee Guadalupe, programa pelo qual, durante uma década, dez cientistas africanas vão poder beneficiar anualmente de uma temporada de investigação em centros médicos e académicos de Espanha. A propósito do lançamento do livro, a autora deu várias entrevistas a meios de comunicação e participou em diversos eventos de apresentação em Espanha.

Tal como contava a autora recentemente, a ideia de escrever um livro surgiu por ocasião da beatificação de Guadalupe Ortiz de Landázuri - cientista madrilena do Opus Dei que procurou a santidade através do exercício da sua profissão como química e lançou diversas iniciativas de promoção da mulher. Com base numa entrevista publicada no diário espanhol El Mundo no dia a seguir à beatificação, a editora propôs a Isabel Sánchez escrever um livro sobre histórias de superação, que apresentasse a liderança da mulher em diversos âmbitos.

As bolsas   Guadalupe destinam-se a mulheres africanas que queiram ampliar estudos em áreas científicas.

Entre estas histórias, podia incluir-se a das beneficiárias das bolsas Guadalupe, pois são “bússolas” que trabalham a partir da ciência pelo progresso dos seus países. Neste primeiro concurso, muitas delas viram a sua estada no estrangeiro momentaneamente suspensa devido à emergência sanitária causada pela Covid-19. Uma situacão incerta que está muito presente nas páginas do livro, em que são dados conselhos valiosos para enfrentar as dificuldades e trabalhar conjunta e solidariamente para melhorar o próprio ambiente social.

A autora apresentou o livro num evento digital, realizado no dia 4 de setembro passado. Em diálogo com o jornalista Gonzalo del Prado, falou da génese deste ensaio e dos grandes desafios que se apresentam ao mundo contemporâneo, e configuram cada um dos capítulos. Perante este bosque de reptos, fala de cerca de 80 mulheres que souberam encontrar o norte e orientar muitos outros em diferentes áreas, tais como educação, negócios, saúde ou vida familiar. Muitas delas foram conhecidas graças às suas viagens por mais de 50 países, como parte do seu trabalho na Assessoria Central.

A edição espanhola pode ser encomendada em papel aqui ou em livro eletrónico aqui.