Fotos e homilias das Missas em honra de S. Josemaria em Portugal, Angola e Timor

Apresentamos um apontamento de reportagem das celebrações em Braga, Porto, Vila Real, Viseu, Coimbra, Caldas da Rainha, Lisboa, Luanda e Díli.

Notícias
Opus Dei - Fotos e homilias das Missas em honra de S. Josemaria em Portugal, Angola e Timor

BRAGA
Missa presidida por D. Nuno Almeida, bispo Auxiliar de Braga
26 de Junho, 19h00, Sé Catedral.

(excerto da homilia)

Somos filhos muito amados de Deus, respondemos a este amor divino, cumprindo a Sua Vontade. “Todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus são filhos de Deus” (Rm8, 14). Filhos de Deus em Cristo. É bom recordar a recente Exortação Apostólica Gaudete Et Exsultate do Papa Francisco sobre o chamamento universal à santidade no mundo atual.

Certamente, lá do Céu, S. Josemaria se alegrou, pois, de tantas formas, S. Josemaria antecipou as interpelações do Papa Francisco ao dirigir-se àqueles que não se contentam com uma vida medíocre, superficial e indecisa (GE 1).

- Ver galeria fotográfica da cerimónia
- Ver notícia no Diário do Minho

PORTO
Missa presidida por D. António Azevedo, bispo Auxiliar do Porto
27 de Junho, 19h00, Igreja da Trindade.

Com base nas Leituras da Missa de S. Josemaria, D. António recordou como o Fundador do Opus Dei escutou a Palavra à luz do carisma fundacional da santidade no meio do mundo, trabalho, família (1ª Leitura), filiação divina (2ª Leitura), missão da Igreja (Ev.) e a missão dos leigos. Citou a Exortação Apostólica Gaudete et exultate, do Papa Francisco, sublinhando a sintonia com o que S. Josemaria tinha proposto. Sublinhou o testemunho da alegria da filiação divina: no final da Missa animou a todos os presentes (sacerdotes e leigos da Prelatura) a continuarem a dar esse testemunho e contribuição para a missão da Igreja na diocese.


VILA REAL
Missa presidida por D. Amândio José Tomás, bispo de Vila Real
21 de Junho, 19h00, Capela de Nossa Senhora do Carmo

D. Amândio recordou, na homília, a mensagem do chamamento universal à santidade e ao apostolado, de que S. Josemaria foi porta-voz durante a sua vida terrena. Graças ao seu exemplo, o nosso coração enche-se de alegria e de agradecimento a Deus Nosso Senhor porque se vê como a luz da fé amplia os horizontes do trabalho humano. O bispo de Vila Real recordou ainda que é o Espírito Santo o protagonista deste caminho de santidade na vida quotidiana. A sua luz faz-nos encontrar Jesus, que sai ao nosso encontro, como saiu a procurar os primeiros discípulos junto ao Lago de Genesaré.


VISEU
Missa presidida por D. Ilídio Leandro, Administrador Apostólico de Viseu
26 de Junho, 18h30, Sé Catedral.

(excerto da homilia)

A colaboração de Josemaria Escrivá na construção do jardim de Deus consistiu, à semelhança do que nos descreve o Evangelho, em ser pescador de pessoas, tornando-se ajudante de pesca para que os barcos não se afundassem mas trouxessem, em cada dia, mais e melhor quantidade. Esta quantidade é, pela sua especial qualidade, um grande enriquecimento para a Igreja, levando muitas pessoas, em qualquer idade, profissão ou opção de vida, a viver a santidade como o caminho normal de realização pessoal, social e eclesial.

Ver galeria de fotos da cerimónia


COIMBRA
Missa presidida pelo P. Pedro Miranda, Vigário Geral da Diocese
26 de Junho, 19h00, Sé Nova

(excerto da homilia proferida pelo P. Rui Rosas da Silva)

Deus quer que as nossas relações com Ele sejam familiares, de filho para Pai. Contudo, um filho de Deus deve contagiar os outros com a alegria, a paz e a confiança que um filho deposita no seu Pai, nomeadamente, se este se aproxima dele e o ajuda a superar as contrariedades e também lhe concede um perdão constante, pois conhece como ninguém as suas fraquezas e as suas debilidades. Um filho de Deus, no meio do seu ambiente de trabalho, familiar e social, deve fazer um profundo e oportuno apostolado, isto é, ser "pescador de homens".

Deus tratou S. Josemaria com um amor paternal e claro, sempre o amparando nas dificuldades que a vida lhe ocasionou - e foram muitas! - e nos empreendimentos que Ele lhe solicitou, sobretudo a partir de 2/10/28, data da fundação do Opus Dei.

Ver galeria fotográfica da cerimónia


CALDAS DA RAINHA
Missa presidida por D. Nuno Brás, Bispo Auxiliar de Lisboa
23 de Junho, 11h30, Igreja Matriz

Almoço realizado com os participantes depois da Missa nas Caldas da Rainha

(excerto da homilia)

Para um cristão, não é possível imaginar a própria missão na terra, sem a conceber como um caminho de santidade, porque «esta é, na verdade, a vontade de Deus: a [nossa] santificação». Cada santo é uma missão; é um projeto do Pai que visa refletir e encarnar, num momento determinado da história, um aspeto do Evangelho”.

Ver notícia do Jornal das Caldas


LISBOA
Missa presidida por Mons. José Rafael Espírito Santo, Vigário Regional do Opus Dei em Portugal
26 de Junho, 19h00, Igreja de N. Sra. de Fátima

Recordamos 3 ideias da Homilia. Pode ver o texto completo aqui.

1. Correspondência à vocação à santidade que se concretiza na santificação do trabalho profissional: Jesus entra hoje no barco do nosso trabalho e dá-nos a indicação de lançarmos as redes para chegar ao coração de todos.

2. Amor ao Santo Padre que nos leva a pedir a Deus que o sirvamos com alegria e simplicidade, com um amor que é afeto, como corresponde a filhos.

3. Audácia apostólica, seguindo o exemplo do Santo Padre que nos fala de audácia para “oferecer a nossa amizade e confiança aos outros”. Sem medo nem vergonhas, Deus pede-nos oração, mortificação e uma amizade sincera para contagiar com autenticidade a alegria que temos no coração.

- Ver galeria fotográfica da cerimónia em Lisboa
- Ver galeria fotográfica da cerimónia no Estoril
- Ver notícia de Vatican News


LUANDA (ANGOLA)
Missa Presidida por D. Petar Antun Rajič, Núncio Apostólico em Angola.
26 de junho, 18h30, Sé Catedral.

(excerto da homilia)

Pelos caminhos da normalidade quotidiana, São Josemaría Escrivá, realizou na sua vida pessoal o ideal cristão da santidade, mas Deus pediu-lhe mais: que fosse o arauto para os nossos tempos do chamamento universal à santidade. Esse foi o seu carisma e é o carisma do Opus Dei, de que ele é o fundador.

Ver galeria fotográfica da cerimónia em Luanda


DÍLI (TIMOR)
Missa presidida pelo Pe. Guilhermino da Silva
Igreja Motael, 2 de julho, 9h00

Alguns dos participantes na Cerimónia na Missa de S. Josemaria em Timor.

(excerto da homilia)

Recordamos hoje em Dili a S. Josemaria Fundador do Opus Dei. Que ele nos ensine a viver a caridade com todas as pessoas, a ser constantes na oração e perseverantes na escuta das orientações da Igreja.