Ato académico com o Prelado: «Estudantes, a vossa meta é a santidade»

Mons. Fernando Ocáriz presidiu recentemente à inauguração do ano académico de 2018/2019 , na Universidade Pontifícia da Santa Cruz (Roma), de que é Magno Chanceler.

Opus Dei - Ato académico com o Prelado: «Estudantes, a vossa meta é a santidade»Professores da Universidade Pontifícia da Santa Cruz escutam o discurso de abertura.

Ao começar a homilia, o Prelado recordou que o início do ano académico coincide com as primeiras reuniões do Sínodo dos jovens. "Os temas do Sínodo são muito relevantes. Todos compartilhamos o desejo de transmitir aos jovens a beleza da nossa fé, e não ignoramos as dificuldades desta tarefa apostólica."

A petição de que o Espírito Santo atue no Sínodo serviu ao Magno Chanceler da Pontifícia Universidade da Santa Cruz para invocar também o Paráclito no contexto académico: "O Espírito Santo não tem apenas que iluminar a inteligência, para aprofundar no conhecimento da fé, mas configura todas as dimensões da nossa vida, do nosso pensamento e das nossas ações, inteligência e vontade, alma e corpo ".

A docilidade ao Espírito Santo permitir-nos-á crescer, amadurecer

Dirigindo-se aos estudantes, Mons. Ocáriz disse: "Tende em mente que a vossa meta não é apenas passar nos exames, aprender muitas coisas ou aprofundar as várias disciplinas. A vossa meta é a identificação com Cristo, a santidade".

"A docilidade ao Espírito Santo", disse aos estudantes bem como aos professores e funcionários do centro académico, "permitir-nos-á crescer, amadurecer, abrir-nos e aspirar a toda a verdade que Jesus nos prometeu, àquela santidade a que somos chamados sem descuidar as tarefas de todos os dias, mais ainda, servindo-nos delas. Aprendamos pois a cultivar a ambição pela santidade no nosso trabalho diário, a desejar a intimidade com Deus, oferecendo-Lhe o melhor que pudermos dar-Lhe nas ações, também as pequenas, da nossa jornada. Este será o melhor caminho para nos tornarmos aquelas testemunhas de que Jesus precisa no mundo, levando connosco a beleza da fé, tornando presente com a nossa vida o próprio Cristo."

Depois da missa, Mons. Fernando Ocáriz presidiu à cerimónia da inauguração académica. No seu discurso, comentou o prólogo da recente constituição apostólica “Veritatis Gaudium”, com a qual o Santo Padre quis propor que os estudos eclesiásticos fossem mais próximos dos problemas e desafios da atualidade. "Uma visão exclusivamente erudita das ciências [eclesiásticas] levaria a conceber a esfera académica como algo fechado, cada vez mais especializado, distante de qualquer preocupação, do anúncio do Evangelho e de qualquer resposta às preocupações pessoais e coletivas."

Para evitar isso, "a alma dos estudos académicos deve ser sempre a autenticidade da mensagem cristã". Além disso, recordou dois conselhos práticos dados pelo Beato Álvaro. O sucessor de S. Josemaria encorajou os professores universitários a escolher temas de investigação científica que tivessem mais impacto no serviço da Igreja e das almas; e pediu-lhes que se empenhassem em tornar os seus textos compreensíveis.

A lição inaugural esteve a cargo do professor de História da Igreja Luis Martínez Ferrer, que falou sobre o "Ideal cristão e o seu empenho no mundo" através de três figuras de leigos do século XVI.