"Vizinho Amigo": Francisco e mais 5.000 jovens para ajudar quem mais precisa

Benfica,Tavira e Alvalade são algumas das zonas onde os voluntários já entregaram produtos de mercearia e fármacos. Francisco é um dos responsáveis do movimento "Vizinho Amigo", um modelo que está agora a chegar ao Brasil e ao Chile.

Iniciativas sociais
Opus Dei - "Vizinho Amigo": Francisco e mais 5.000 jovens para ajudar quem mais precisa
Assim surgiu o Vizinho Amigo, um movimento que incentiva todos aqueles que se encontram bem de saúde a levar compras, ou medicamentos aos que devido à sua debilidade não podem

Ajudar os outros, praticar o bem e ter um impacto positivo na sociedade pode-se refletir também nas coisas pequenas. Com o despertar desta pandemia, eu e um grupo de amigos percebemos que não podíamos ficar indiferentes a esta situação e que era necessário agir para ajudar aqueles que mais precisam. Refiro-me aos que se enquadram no grupo de risco: pessoas em idade avançada, doentes crónicos pré-existentes ou aqueles cujo sistema imunitário se encontra comprometido. Assim surgiu o Vizinho Amigo, um movimento que incentiva todos aqueles que se encontram bem de saúde a levar compras, ou medicamentos aos que devido à sua debilidade não podem, nem devem sair de casa durante este período.

Encorajámos igualmente todos os nossos voluntários a colocar cartazes do Vizinho Amigo nos seus prédios e nas suas ruas, com o seu nome e contacto

Criámos um formulário de inscrição para todos os que se quisessem voluntariar. Deste modo foi possível diferenciar os voluntários por Concelhos e identificar os que se encontravam mais próximos dos pedidos de auxílio. Contactámos também diversas Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia, o que nos permitiu ter conhecimento de um maior número de pedidos de ajuda e possibilitou ainda a adjudicação de voluntários a diversos projetos e estruturas já existentes, como por exemplo ao Banco Alimentar Contra a Fome.Encorajámos igualmente todos os nossos voluntários a colocar cartazes do Vizinho Amigo nos seus prédios e nas suas ruas, com o seu nome e contacto, de forma a chegar a um maior número de idosos que de outra maneira, não teriam conhecimento da nossa iniciativa.

O ator Pedro Barroso associou-se à causa e é “Vizinho Amigo” na sua área de residência

o movimento tornou-se tão impactante que se alastrou além-fronteiras, tendo chegado a países como o Brasil e o Chile.

Tivemos uma adesão muito superior ao que era espectável e atualmente contamos com mais de 5000 voluntários em Portugal continental e nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores. Para além destes números em Portugal, o movimento tornou-se tão impactante que se alastrou além-fronteiras, tendo chegado a países como o Brasil e o Chile. Ainda que seja difícil quantificar ao certo os pedidos que já socorremos, acreditamos já ter ajudado mais de 500 pessoas que provavelmente, sem os nossos voluntários, colocariam a sua saúde em risco ao sair de casa.

‘’Vou rezar para que Deus a projeta porque o mundo precisa de jovens assim.’’

‘’Pessoas há muitas, mas corações bons são raros.’’

‘’Vou rezar para que Deus a projeta porque o mundo precisa de jovens assim.’’

‘’Vocês são um exemplo para os jovens de hoje em dia. Não há palavras para a vossa generosidade.’’

‘’Se não fossem vocês tinha de me por em risco, um obrigado não chega.’’

Estes são alguns dos testemunhos de pessoas que conseguimos ajudar e que nos enchem o coração, dando-nos vontade de trabalhar cada vez mais, fazendo valer a pena cada segundo que dedicámos a este projeto.

#vamostodosficarbem
Francisco