Entrevista a Fernanda Lopes, presidente do comité do centenário do Opus Dei

Fernanda Lopes (Brasília, 1986) é a presidente do Comité inicial constituído para o centenário da Obra. Faz parte da Assessoria Central em Roma desde setembro de 2020.

Opus Dei - Entrevista a Fernanda Lopes, presidente do comité do centenário do Opus DeiFernanda Lopes (Brasília, 1986) preside o comité do centenário do Opus Dei.

Em que consiste o trabalho deste comité?

Esta equipa é um comité inicial. É constituída por um pequeno grupo de sete pessoas -três homens e quatro mulheres, de diferentes idades, países e perfis- que trabalham e residem em Roma. Por agora, propomo-nos dar os primeiros passos, na linha marcada na recente mensagem do Prelado.

Que ações ou trabalhos foram já iniciados?

O Prelado com os seus Conselhos (a Assessoria Central e o Conselho Geral) definiram a finalidade do centenário, descrita na sua mensagem. Com esta base, corresponde a este comité começar a articular os preparativos. Os próximos anos serão de escuta, reflexão e aprendizagem. A ideia é que a participação das pessoas da Obra seja muito ampla, tanto quanto possível.

O Prelado, na sua mensagem, refere-se ao papel fundamental dos mais novos; no comité, já trabalharam nesse sentido?

A partir do comité, esperamos poder contar com a intervenção muito ativa dos jovens. Também me sinto especialmente interpelada, porque os que chegámos à Obra no terceiro milénio, sabemo-nos protagonistas deste momento histórico.

Como vai ser atualizada a informação sobre os preparativos?

Como dizia, por agora vamos focar-nos na escuta e não tanto em organização de atividades. Mas quando houver novidades relevantes, serão publicadas neste site.