Viagem do Prelado a Polônia

Mons.Fernando Ocáriz está na Polônia para receber o doutorado honorário da Pontifícia Faculdade de Teologia de Wrocła (Papieski Wydział Teologiczny we Wrocławiu).

O prelado com algumas famílias de Poznan (Polônia).
O prelado com algumas famílias de Poznan (Polônia).

Sexta-feira, 24 de junho

Na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, Mons. Fernando Ocáriz celebrou a Missa no oratório do Centro Sołek. Um grupo de fiéis do Opus Dei assistiu à Missa, e no final lhe entregou o brasão da sua cidade como lembrança da sua visita durante estes dias.

Despediu-se das pessoas que frequentam o Centro Antrejka. Houve tempo para perguntas e breves relatos relacionados com o trabalho. Agata, veterinária, pediu-lhe ideias sobre como aproximar de Deus os colegas de trabalho e pessoas que se dirigem à sua clínica com os seus animais de estimação. “A amizade requer mostrar interesse no que é importante para os outros. Se nos interessarmos sinceramente pela vida dos outros, eles também se interessarão pelo que é importante para nós”, disse o Prelado.

Ewa, arquiteta, falou da sua tese doutoral sobre a beleza e de como ela pode ser um instrumento de evangelização. Mons. Ocáriz confirmou as suas palavras e enfatizou que “a beleza está sempre relacionada com a verdade”. Zuzia, que trabalha como psiquiatra numa clínica, pediu orações pelos seus colegas, que colocam um grande coração no seu trabalho.

Karolina mostrou um álbum de fotos do clube Antrejka, que promove várias iniciativas e atividades sociais para jovens. Este ano, entre outras coisas, foram voluntárias em um refeitório comunitário para os sem-teto em Wroclaw.

No final houve tempo para cantar juntos uma canção sobre a fidelidade, de que São Josemaria gostava muito. Um dos versos desta canção diz que “vale a pena ser fiel”. O Padre mencionou que tinha ouvido São Josemaria repetir aquelas palavras em voz baixa: “vale a pena, vale a pena ser fiel”, enquanto cantavam aquela canção. Depois de dar a bênção ao grupo, Mons. Fernando Ocáriz despediu-se, pois viajou esta tarde para Varsóvia.

Antes de partir, foi a Filtrowa, um centro do Opus Dei onde é oferecida formação humana e cristã a estudantes universitários e de ensino médio.

Mateusz, estudante de doutorado em Física – especialidade que Mons. Ocáriz também estudou durante os seus dias de universidade – mostrou os resultados da sua pesquisa, que apresentará numa conferência. Marcin partilhou a sua experiência como jornalista de rádio durante o período da pandemia.

Adam, Michał e Tymoteusz contaram algumas histórias do programa Starter, uma série de atividades para ajudar o crescimento acadêmico e pessoal dos estudantes de ensino médio. Falaram sobre o voluntariado realizado pelos participantes do programa durante o ano escolar e durante as férias em locais de exclusão social. Também partilharam com Mons. Fernando Ocáriz a alegria de os jovens mostrarem grande interesse pela cultura, arte, história e filosofia, disciplinas que na “cultura do sucesso” muitas vezes são consideradas inúteis. O Prelado encorajou-os a continuar com estas atividades, dizendo que, no final, a sabedoria sempre é útil para as pessoas.

No final do encontro, o Prelado do Opus Dei referiu-se à festa litúrgica do dia e sugeriu rezar juntos pela paz com a oração jaculatória Cor Iesu Sacratissimum et misericors, dona nobis pacem (“Coração Misericordioso e Sagrado Coração de Jesus, dai-nos a paz”) que São Josemaria utilizava frequentemente. Realçou que não se trata apenas de rezar pela paz perante as guerras, mas também pela paz nas famílias e dentro de nós mesmos. Jesus Cristo, disse, é a fonte da qual brota esta paz, e recordou as palavras de São Paulo referindo-se a Cristo: Ipse est pax nostra (cf. Ef 2,14), Ele é a nossa paz. Também sugeriu que nos dirigíssemos ao Senhor em tempos de tribulação para reconquistar a paz.

Durante a tarde, o Prelado do Opus Dei, acompanhado pelo Vigário Regional Stefan Moszoro-Dąbrowski, conduziu uma reunião de trabalho na sede da Assessoria Regional, o órgão de governo das mulheres da Obra na Polônia.

O dia terminou com uma bênção eucarística por ocasião da festa litúrgica deste dia e uma reunião familiar com os fiéis do Opus Dei na sede do centro.

Quinta-feira, 23 de junho

Mons. Fernando Ocáriz passou o dia em Poznan, uma cidade empresarial e universitária onde o Opus Dei oferece formação cristã há 25 anos. O dia começou com a missa em Antrejka, um centro da Prelazia. Alguns casais que participam das atividades apostólicas há muitos anos assistiram.

De manhã, o Prelado teve um encontro com um grupo de sacerdotes que recebem assistência espiritual graças à Sociedade Sacerdotal da Santa Cruz. Visitou também Fara, uma das principais igrejas da cidade, onde se conservam algumas relíquias de São Josemaria.

Ao meio-dia, foi visitar o Arcebispo de Poznan e presidente da Conferência Episcopal Polonesa, o Arcebispo Stanislaw Gądecki.

À tarde, teve encontros com fiéis do Opus Dei e suas famílias. Agnieszka felicitou-o imediatamente pelo Dia dos Pais, que na Polônia é no dia 23 de junho.

Fazendo referência aos recentes sucessos de um tenista polonês, Mons. Ocáriz falou da necessidade de ter uma pessoa que nos acompanhe na vida espiritual, para que “aprendamos a correr não só sprints, mas também maratonas”. Sublinhou que o objetivo de todos os cristãos é imitar Cristo em suas reações e na forma de trabalhar e interagir com as pessoas. Também sugeriu considerar a figura de São João Batista como um modelo de apóstolo. Tal como o Precursor tinha dito, referindo-se a Jesus: É necessário que ele cresça e eu diminua (Jo 3:30), por isso os cristãos não devem ser auto referenciais em sua tarefa de evangelização, mas devem sempre dirigir as pessoas para o nosso Senhor.

Łukasz contou como acolher uma família de refugiados ucranianos tem sido uma grande lição de generosidade para a sua família. O impacto chegou além da sua casa, uma vez que mesmo parentes e vizinhos distantes se envolveram na ajuda.

Beata contou-lhe a história da sua própria família e pediu-lhe conselhos sobre como construir uma família com muitas gerações, quando se é a pessoa mais velha de todos os parentes. Olena, de origem ucraniana, perguntou-lhe como amar o próximo quando parece especialmente difícil fazê-lo.

O dia terminou com uma reunião em Sołek, um centro da Prelazia, com pessoas vindas de várias outras cidades.


Quarta-feira, 22 de junho

Mons. Józef Kupny, Bispo de Wrocław (Polônia), presidiu A Missa celebrada às 9 horas da manhã na catedral da cidade. Mons. Fernando Ocáriz foi um dos concelebrantes. As autoridades acadêmicas da Universidade de Wrocław e numerosos fiéis participaram na Eucaristia.

Na homilia, D. Damian Bryl (bispo de Kalisz) falou sobre os frutos pelos quais aqueles que anunciam fielmente a palavra de Deus serão conhecidos. Referiu-se à análise dos desafios do mundo de hoje que Mons. Ocáriz faz em suas obras. Salientou que o Prelado do Opus Dei não os aborda de forma crítica, mas tenta identificar neles as questões fundamentais que podem captar o interesse das pessoas de hoje e a sua possível abertura à luz do Evangelho.

Depois da Missa, o ato acadêmico de investidura do doutorado Honoris Causa teve lugar na vizinha Pontifícia Faculdade de Teologia. Após a recepção oficial à comunidade acadêmica e a laudatio (as tradicionais palavras de louvor ao candidato) pelo reitor Prof. Włodzimierz Wołyniec, as autoridades do corpo docente apresentaram o título honorário ao Prelado do Opus Dei.

O corpo docente conta entre os seus doutores honoris causa o Cardeal Joseph Ratzinger, o Cardeal Gerhard Müller e outros teólogos conhecidos. No seu discurso, Mons. Ocáriz sublinhou a necessidade de uma filosofia adequada para uma teologia que procura colocar Cristo no centro das suas reflexões. Especialmente importantes aqui são os conceitos de “pessoa” e “ato de ser”, que tornaram possíveis as sucessivas definições dogmáticas sobre a realidade de Cristo. Destacou também que o trabalho dos teólogos é realizado no seio da fé da Igreja, e por isso precisa de estar em comunhão com o Magistério, a serviço da missão salvífica da Igreja. Também apontou os desafios especiais que hoje se apresentam no esforço de difundir a verdade da mensagem de Cristo numa cultura pós-cristã.

Após a cerimônia de investidura, o Prelado viajou para Poznań, onde foi rezar no Santuário de Santo Jacinto em Legnica, o local onde se realizou um milagre eucarístico reconhecido pela Santa Sé em 2013. Após um tempo de oração pessoal perante o Santíssimo Sacramento, cumprimentou um grupo de fiéis. O pároco, padre Andrzej Ziombra, falou-lhe dos frutos espirituais que o milagre eucarístico está a trazendo à sua paróquia. Partilhou também a sua alegria e gratidão pelas atividades formativas na sua paróquia que se inspiram na mensagem de São Josemaria.

A viagem continuou então para Sołek, um centro do Opus Dei perto de Poznań, onde o Prelado ficará nos próximos dias.


Terça-feira, 21 de Junho

À tarde, o Prelado chegou a Wroclaw. No aeroporto, algumas famílias deram-lhe as boas-vindas. Após um breve momento de conversa, Monsenhor Ocáriz dirigiu-se à sede de um centro do Opus Dei na cidade, onde participou na bênção com o Santíssimo Sacramento.

Depois teve um encontro com o reitor da Pontifícia Faculdade de Teologia, D. Włodzimierz Wołyniec, e hospedou-se no seminário diocesano.


No dia 26 de Junho - festa de São Josemaria, que neste ano cairá em um domingo - o Prelado celebrará a Missa em Varsóvia. Antes e depois dessa data, terá encontros com os fiéis e amigos da prelazia.

Também irá rezar no túmulo do cardeal Stefan Wyszynski, beatificado em setembro de 2021, que desempenhou um papel decisivo na defesa da Igreja e do país durante a Guerra Fria e os anos do governo comunista.

Além disso, fará uma visita ao presidente da Conferência Episcopal, Dom Stanisław Gądecki.

Finalmente, irá a Legnica, onde em 2013 aconteceu um dos mais recentes milagres eucarísticos reconhecidos pela Santa Sé.