Mensagem do Prelado (11 de março de 2020)

Como preparação para a solenidade de S. José, Monsenhor Ocáriz sugere-nos que recorramos à sua intercessão como fiel servidor de Deus, em relação contínua com Jesus.

Cartas pastorais e mensagens
Opus Dei - Mensagem do Prelado (11 de março de 2020)

Queridíssimos, que Jesus me guarde as minhas filhas e os meus filhos!

Perante a solenidade de S. José, já tão próxima, sugiro que cada um recorra, pessoalmente, com maior intensidade, ao exemplo do santo Patriarca, como "servidor fiel de Deus em relação contínua com Jesus" (Cristo que passa, nº 56).

Desde que Deus se quis tornar mais presente na vida de S. José, vemos como ele se dispõe a ser Seu fiel servidor: ante o mistério da Encarnação, durante a fuga para o Egito, no regresso a Nazaré e quando Jesus perdido fica no Templo. Nessas ocasiões, S. José procura acolher com prontidão o que Deus lhe pede, mesmo que não seja o que ele inicialmente tinha pensado, e apesar da incerteza que isso podia trazer sobre o seu futuro.

S. Josemaria ajudava-nos a contemplar que também "nas diversas circunstâncias da sua vida, o Patriarca não renuncia a pensar, nem se alheia da sua responsabilidade" (Ibid., nº 42). Procuremos obedecer sempre a Deus com uma fidelidade pronta, inteligente e responsável, mesmo que alguma vez não cheguemos a compreender totalmente os Seus desígnios. Podemos não os entender, mas sempre os podemos amar, com a certeza de que Deus quer o nosso bem, e esta convicção nos levará a atuar com liberdade de espírito.

S. José dedica toda a sua vida a cuidar de Jesus com amor paterno, e ensinou-Lhe, enquanto homem, muitas coisas, especialmente o trabalho. Ao mesmo tempo, quanto aprenderia S. José olhando simplesmente para aquele Menino que era Deus! Nós temos que aprender tudo de Jesus. Ele mesmo nos diz: "Aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração" (Mt 11, 28). Que S. José nos ajude a contemplar Jesus - no Evangelho e no Sacrário - para que, com a intercessão materna de Santa Maria, sejamos mais mansos e humildes, mais cheios de caridade. Assim, com a graça do Espírito Santo, os nossos corações poderão encher-se de um amor maior a Deus e aos outros.

Nos últimos meses, muitas pessoas foram afetadas pela epidemia que se propagou a diferentes partes do mundo. Como nos pediu recentemente o Papa, convido-vos a "viver este momento difícil com a força da fé, a certeza da esperança e o fervor da caridade" (Francisco, 8 de março de 2020). Recorramos à intercessão de São José e peçamos-lhe que estenda a sua proteção paterna ao mundo inteiro.

Com todo o carinho, vos abençoa

o vosso Padre

Roma, 11 de março de 2020