Hanada, cristã árabe: “Nas recoleções obtenho fortaleza”

Hanada Nijim Noursi é professora do ensino básico. Vive em Jerusalém e é cristã luterana. Neste testemunho explica porque quis ser cooperadora do Opus Dei.

Opus Dei - Hanada, cristã árabe: “Nas recoleções obtenho fortaleza”Hanada con su marido.

“Sou árabe palestiniana de Ramallah; cristã luterana, casada com um grego ortodoxo. Vivemos em Jerusalém. Procurava um lugar onde os meus filhos pudessem aprender a fé cristã e, por este motivo, o meu filho começou a participar nas atividades do centro de rapazes do Opus Dei em Jerusalém. Depois, a minha filha começou a participar nas atividades do centro de raparigas e a seguir comecei eu também a participar nas atividades de formação e noutras atividades para senhoras.

QUIS SER COOPERADORA PORQUE PERCEBI A NECESSIDADE DE FORMAÇÃO NA NOSSA COMUNIDADE E, ALÉM DISSO, QUERIA DIFUNDI-LA ENTRE A GENTE DA NOSSA CIDADE

Quis ser Cooperadora porque percebi a necessidade de formação na nossa comunidade e, além disso, queria difundi-la entre a gente da nossa cidade, para que possa ajudá-los tanto como a mim, que encontrei nas recoleções a fortaleza para continuar com o meu trabalho – sou professora numa escola onde não faltam os problemas da nossa época –, a sabedoria necessária para encontrar soluções positivas com as minhas colegas, e a criatividade para chegar aos meus alunos.