Papa Francisco expressa alegria pela beatificação de Guadalupe Ortiz de Landázuri

O Papa Francisco encorajou a aspirar a "santidade da normalidade" tão necessária atualmente “no mundo e na Igreja”. Assim indicou numa carta enviada ao Prelado do Opus Dei, Mons. Fernando Ocáriz, por ocasião da beatificação da primeira fiel leiga desta Prelazia, Guadalupe Ortiz de Landázuri.

Opus Dei - Papa Francisco expressa alegria pela beatificação de Guadalupe Ortiz de Landázuri

A cerimônia de beatificação foi realizada neste sábado, 18 de maio, em Madri (Espanha) e foi presidida pelo Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Giovanni Angelo Becciu, e concelebrada pelo Arcebispo de Madri, Cardeal Carlos Osorio, junto com outros cardeais, bispos e sacerdotes.

Na carta, o Pontífice manifestou sua "alegria" e sua "ação de graças por este testemunho de santidade, vivido nas circunstâncias ordinárias de sua vida cristã".

"É justo alegrar-se e dar graças a Deus, porque Ele nunca abandona a sua Igreja, mesmo nos momentos mais sombrios, e com amor de esposo continua suscitando nela exemplos de santidade que embelecem seu rosto, que nos enchem de esperança e nos mostram claramente o caminho que temos que percorrer", escreveu o Papa.

Nesta linha, o Santo Padre recordou que "a santidade supõe abrir o coração a Deus e deixar que nos transforme com o seu amor, e também significa sair de si mesmo e andar ao encontro dos demais, onde Jesus nos espera, para levar-lhes uma palavra de ânimo, uma mão de apoio, um olhar de ternura e consolo”.

Sobre a nova Beata Guadalupe, Francisco ressaltou "a alegria que brotava de sua consciência de filha de Deus", acrescentando que Ortiz de Landázuri aprendeu essa alegria da filiação divina do fundador do Opus Dei, São Josemaria Escrivá de Balaguer.

Além disso, o Papa enfatizou que a beata Guadalupe "colocou suas muitas qualidades humanas e espirituais a serviço dos outros, ajudando de maneira especial outras mulheres e suas famílias necessitadas de educação e desenvolvimento. E realizou tudo isso sem nenhuma atitude proselitista, mas apenas com sua oração e testemunho”, afirmou.

Por isso, o Pontífice encorajou todos os fiéis da Prelazia e todas as pessoas envolvidas em suas atividades apostólicas a que "aspirem sempre a esta santidade da normalidade, que arde dentro de nossos corações com o fogo do amor de Cristo e que é tão necessária atualmente no mundo e na Igreja”.

Ao concluir, o Santo Padre também pediu que "não deixem de rezar por mim" e concedeu sua Bênção Apostólica. "Que Jesus os abençoe e que a Santíssima Virgem os cuide”.