O Pai Nosso é a oração cristã por excelência

Na Audiência dessa quarta-feira o Santo Padre recordou sua recente viagem à Romênia, e comentou sobre o patrimônio comum entre os batizados: a oração do Pai Nosso.

Da Igreja e do Papa

A minha recente Viagem Apostólica a Romênia, sob o lema “caminhar juntos”, que é uma experiência e um valor quer entre cristãos, no plano da fé e da caridade, quer entre cidadãos, no plano do compromisso civil.

Como cristãos, tanto católicos como ortodoxos, reconhecemos que a nossa unidade está fundada no único Batismo e marcada pelo sangue e o sofrimento que ambas Igrejas experimentaram juntas durante os tempos escuros da perseguição do regime ateu. Nesse sentido, foi muito significativo o encontro com o Patriarca e o Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa romena que culminou na oração do Pai Nosso, oração cristã por excelência, patrimônio comum dos batizados. Assim, mostramos que a unidade não exclui a diversidade.

Já com a comunidade católica, foi possível encontrar-se tanto com os fiéis de rito latino como os de rito greco-católico. A última etapa da viagem foi a visita à uma comunidade Rom, onde renovei o apelo contra todo o tipo de discriminação e ao respeito pelas pessoas de qualquer etnia, língua e religião