Mensagem de Natal do Prelado

"Como é fácil encontrar e redescobrir a paz, a serenidade, ao rezar diante do Presépio, deixando-nos cativar por Jesus na manjedoura, rodeado por Maria e José!" Esse é o convite que Mons. Fernando Ocáriz nos faz em sua mensagem de Natal deste ano: buscar a paz que o mundo necessita, no presépio.

Cartas pastorais e Mensagens
Opus Dei - Mensagem de Natal do Prelado

Queridíssimos: que Jesus guarde minhas filhas e meus filhos!

No Natal, já tão próximo, ouviremos os anjos proclamarem: "Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência divina" (Lc 2,14). A cada ano, o eco dessa canção enche o mundo inteiro, despertando em nós uma alegre esperança. Em especial, porque a paz se tornou próxima e nós podemos contemplá-la no rosto de uma criança: "Ele é a nossa paz" (Ef 2,14), como São Paulo escreveu mais tarde ao considerar o mistério de Jesus Cristo.

O mundo necessita muito de paz. Cada um de nós, nossas famílias, nossos locais de trabalho, os ambientes em que nos movemos, precisamos desse Menino que os anjos anunciaram como o Salvador (cf. Lc 2,11). Sem Ele, todos os esforços para pacificar os corações são insuficientes. Por isso, a Igreja não deixa de falar de Jesus aos homens, como fizeram os pastores depois de tê-lo visto na manjedoura (cf. Lc 2,16-18). Nós também queremos anuncia-lo! No apostolado, "É de Cristo que devemos falar, não de nós mesmos" (É Cristo que passa, nº 163).

Durante estes dias de Natal, contemplemos o grande mistério do amor de Deus neste Menino que nos nasceu (cf. Is 9,5). Como é fácil encontrar e redescobrir a paz, a serenidade, ao rezar diante do Presépio, deixando-nos cativar por Jesus na manjedoura, rodeado por Maria e José! Contemplando este mistério de amor, o Senhor também nos dará novos impulsos para transmiti-lo aos outros.

Com a minha felicitação e minha benção mais carinhosa,

o Padre


Roma, 16 de dezembro de 2018.