Livros para conhecer melhor São José

No Ano de São José, sugerimos nove livros para ajudar a descobrir que, como dizia São Josemaria, o Santo Patriarca é “Mestre de vida interior, porque nos ensina a conhecer Jesus, a conviver com Ele, a tomar consciência de que fazemos parte da família de Deus”.

Opus Dei - Livros para conhecer melhor São José

1. “Patris corde” (“Com coração de pai”) (Papa Francisco)

O Papa Francisco convocou um “Ano de São José”, e com esta carta apostólica publicada no 150º aniversário da sua declaração como padroeiro da Igreja universal, quer que cresça em nós o amor pelo pai de Jesus e esposo de Maria, e que imitemos as suas virtudes, a sua maneira de exercer a paternidade e de ser testemunha do amor de Deus. São José nos ensina uma fé que não procura atalhos, mas enfrenta os acontecimentos, assumindo a responsabilidade em primeira pessoa.

2. A Sombra do Pai (Jan Dobraczynski)

Uma biografia romanceada de São José. O livro é uma pequena obra-prima deste gênero, descrevendo os pensamentos, os sentimentos, a vida do santo patriarca. O autor empreende aqui a formidável tarefa de reconstruir não apenas a vida do pai terreno de Jesus, mas também o ambiente em que se desenvolveu: as características e dificuldades que encontrava; o clima de tensão em que todos esperavam a vinda do Messias; as manobras políticas na corte de Herodes, as suas intrigas e crimes. Para isso, usa as fontes da Escritura, além do vasto material literário de sua época.

O livro foi expressamente elogiado pelo Cardeal Wiszynski, por oferecer um bom retrato do Protetor de Jesus e da sua Mãe Imaculada, tornando-os muito humanos, inteligíveis e amáveis. Algumas virtudes se destacam especialmente no livro: pureza, simplicidade, piedade, laboriosidade, alegria.

Editora Cultor de livros

3. José, o silencioso (Michel Gasnier)

O autor nos mostra São José silencioso, fiel aos planos de Deus, solícito por Maria e protegendo Jesus como um bom pai. Os Evangelhos dedicam apenas algumas frases a São José e não nos oferecem as suas palavras. A partir da base histórica sóbria das referências evangélicas e dos dados da Tradição, corroborados pelos Santos Padres, o autor descreve o homem que velou por Maria e Jesus e cuidou deles na Terra.

Editora Quadrante

4. Redemptoris custos (São João Paulo II)

São José, esposo de Maria, é o protagonista desta exortação apostólica de João Paulo II. São José, assim como cuidou amorosamente de Maria e se dedicou com alegria à educação de Jesus, também guarda e protege hoje o seu corpo místico, ou seja, a Igreja. Em seis seções, São João Paulo II reflete sobre a figura de São José, Guardião do Redentor, encorajando todos os cristãos a confiar em seu patrocínio e manter sempre diante dos olhos a sua forma de servir humilde e madura.

5. José, esposo de Maria (Federico Suárez)

Descreve a figura de São José com grande afeto, percorrendo as passagens do Evangelho, com comentários que seguem os ensinamentos de São Josemaria sobre o Santo Patriarca. Fala da santificação do trabalho, obediência, prudência, intimidade com nosso Senhor... Linguagem simples e clara.

Editora Rei dos Livros (Portugal)

6. Descubriendo a san José en el Evangelio (Pedro Beteta)

Através de uma releitura exaustiva do Evangelho, Pedro Beteta entrelaça a doutrina necessária sobre São José com a indispensável piedade para com ele. Os cristãos sempre reconheceram em São José aquele homem distinto que viveu uma singular comunhão íntima com Maria e Jesus. Além disso, também sabem que, para quem o pede, o Santo Patriarca age como um excelente mestre da alma para crescer em intimidade com Cristo e sua Mãe.

A devoção ininterrupta a São José, que em nossos dias atingiu grande força e maturidade, está diretamente endividada com o ensinamento de muitos santos, teólogos e Papas. Não é sensato, então, reler o Evangelho à luz de tão notáveis contribuições? É isso que estas páginas pretendem fazer.

Editora Palabra

7. Dolores y alegrías de São José (Jesús Martínez García)

Em Torreciudad (Huesca), a Mãe de Deus é venerada desde tempos antigos. Em 1975 foi construído ali um santuário mariano, sinal da fé e do amor que São Josemaria Escrivá tinha a Nossa Senhora. De um lado da esplanada há um caminho com representações das Dores e Alegrias de São José, obra de Palmira Laguéns, que são oferecidas neste livro para meditação.

Esta devoção popular nos ajuda a conhecer melhor São José – exemplo luminoso de vida interior –, a ter intimidade com ele, senti-lo muito próximo de nós. Depois de Nossa Senhora, ele é a pessoa que esteve mais perto de Jesus nesta terra; e meditar sobre as suas dores e alegrias estimula todo cristão a crescer nas virtudes das quais o Santo Patriarca é um modelo: generosidade, humildade, confiança em Deus, santificação da vida diária.

Editora Rialp

8. In quella casa c'ero anch'io (Ferdinando Rancan)

“É necessário entrar no Evangelho como um personagem mais”. Seguindo este conselho de São Josemaria Escrivá, Ferdinando Rancan entra nas páginas como um menino órfão, adotado e acolhido no lar de Nazaré. Com os olhos de uma criança, que nunca deixa de ser criança, ele contempla e compartilha de perto os grandes e pequenos acontecimentos da vida da Sagrada Família.

O autor confessa que, desde que decidiu adotar esta perspectiva, “o Evangelho já não foi para ele simplesmente um livro, mas uma aventura pessoal”. Por esta razão, alegre com a experiência, ele só deseja compartilhá-la e, ao mesmo tempo, encorajar outros a fazer o mesmo.

9. A Devoção a S. José na vida e nos ensinamentos de Mons. Escrivá de Balaguer (Laurentino María Herrán)

São José foi a testemunha mais privilegiada da Redenção, depois da sua esposa, a Virgem Maria. Muitos cristãos têm, e tiveram, uma grande devoção a ele. Nestas páginas apresentamos a devoção que São Josemaria Escrivá professou a ele.

Editora Rei dos Livros (Portugal)

* Lista de livros publicados no site Delibris.