Entrevista com Fernanda Lopes, presidente do comitê do centenário do Opus Dei

Fernanda Lopes (Brasília, 1986) é a presidente do Comitê inicial constituído para o centenário da Obra. Faz parte da Assessoria Central em Roma desde setembro de 2020.

Opus Dei - Entrevista com Fernanda Lopes, presidente do comitê do centenário do Opus DeiFernanda Lopes (Brasília, 1986) preside o Comitê do centenário do Opus Dei.

Em que consiste o trabalho deste comitê?

Esta equipe é um comitê inicial. É formado por um pequeno grupo de sete pessoas – três homens e quatro mulheres, de diferentes idades, países e perfis – que trabalham e moram em Roma. Por enquanto, o nosso objetivo é dar os primeiros passos, na linha indicada na recente mensagem do Prelado.

Que ações ou trabalhos já foram iniciados?

O Prelado com os seus conselhos (a Assessoria Central e o Conselho Geral) definiu a finalidade do centenário, descrita na mensagem. Com base nisso, cabe a este comitê começar a articular os preparativos. Os próximos anos serão de escuta, reflexão e aprendizagem. A ideia é que a participação das pessoas da Obra seja muito ampla, tanto quanto for possível.

Em sua mensagem, o Prelado se refere ao papel fundamental dos mais jovens. Vocês já trabalharam sobre isso no comitê?

Esperamos poder contar com uma intervenção muito ativa dos jovens. Sinto-me também especialmente desafiada, porque nós, que chegamos à Obra já no terceiro milênio, sabemos que somos protagonistas deste momento histórico.

Como as informações sobre os preparativos serão divulgadas?

Como dizia, por enquanto vamos nos concentrar em ouvir e não tanto em organizar atividades. Mas quando houver notícias importantes, elas serão publicadas neste site.