"A oração abre a porta para a esperança"

O Papa Francisco na Audiência de hoje continuou o seu ciclo sobre a oração, comentando que "quem reza sabe que a esperança é maior do que o desalento, que o amor é mais forte do que a morte".

Da Igreja e do Papa

Continuando a catequese sobre a oração, hoje meditaremos como o mistério da criação abre o coração do homem à oração.

No Livro do Gênesis, vemos como reiteradamente se insiste na bondade e beleza da criação. Diante de uma maravilha tão extraordinária e consciente da sua própria pequenez, o homem se sente admirado e exultante, abrindo-se à presença de Deus na oração.

Por outro lado, abrir-se à contemplação das belezas da natureza, no meio das amarguras e sofrimentos da vida, ajuda a reacender a fagulha que leva ao agradecimento e ao louvor pela própria existência e pela vocação de filhos do grande Rei.

A oração é a primeira força da esperança. De fato, quem reza sabe que a esperança é maior do que o desalento, que o amor é mais forte do que a morte; por isso, os homens e mulheres de oração são como clarões de luz que lembram que a vida é um dom de Deus e que é muito breve para ser consumada na tristeza.


Milhares de pessoas em todo o mundo enviaram mensagens e imagens para agradecer ao Papa Francisco pelas missas matutinas na capela da Casa Santa Marta nestes meses difíceis de lockdown, permitindo a participação diária de todos na celebração eucarística.