Palavras de Monsenhor Fernando Ocáriz após a beatificação de Guadalupe

Palavras de Monsenhor Fernando Ocáriz, Prelado do Opus Dei, após a beatificação de Guadalupe Ortiz de Landázuri (Madrid,18-V-2019).

Opus Dei - Palavras de Monsenhor Fernando Ocáriz  após a beatificação de Guadalupe


Antes do final desta solene celebração, dou graças a Deus, ao considerar que em Guadalupe Ortiz de Landázuri, como em todos os santos e bem-aventurados, se reflete a santidade da Igreja, Corpo de Cristo. Na vida da nova beata podemos contemplar com agradecimento como o Senhor continua a atuar, também no meio das nossas cidades, das nossas ruas, nas nossas famílias, nos nossos ambientes de trabalho.

Também dou graças a Deus, de quem procede toda a santidade, porque a beatificação de Guadalupe, primeira fiel leiga do Opus Dei a ser elevada aos altares, representa uma espécie de nova confirmação que a Igreja dá ao caminho que o Senhor fez ver a S. Josemaria no dia 2 de outubro de 1928.

Desejo, por fim, manifestar o meu agradecimento ao Cardeal Angelo Becciu que, como representante do Santo Padre Francisco, presidiu a esta solene celebração eucarística. Obrigado pelas palavras que nos dirigiu na homilia. Peço-lhe, senhor Cardeal, que transmita ao Romano Pontífice a minha gratidão, e a de toda a Prelatura do Opus Dei. Diga-lhe que agradecemos a mensagem que nos enviou e que acabamos de escutar; que lhe manifestamos o nosso afeto filial e rezamos pelo seu ministério pastoral de sucessor de Pedro.

Confio à intercessão da Beata Guadalupe o nosso propósito de sermos sempre bons filhos da Igreja; e que a Prelatura do Opus Dei, como foi desejo de São Josemaria, sirva sempre a Igreja como a Igreja quer ser servida. Que com a graça de Deus, a mediação materna de Santa Maria e o exemplo da nova bem-aventurada, saibamos descobrir em cada dia que a nossa vida corrente é o lugar em que Jesus Cristo nos espera e ocasião de transmitirmos aos outros a alegria do Evangelho.