Primeira biografia de S. Josemaria em romeno

A Editora Presa bună publicará em breve o primeiro livro sobre S. Josemaria em romeno, Apontamentos sobre Josemaria Escrivá, de Salvador Bernal. Publicamos uma entrevista à tradutora Dana Hãdãreanu sobre o seu trabalho de tradução desta obra.

La editorial Presa bună publicará em breve o primeiro livro sobre S. Josemaria em romeno, Apontamentos sobre Josemaria Escrivá, de Salvador Bernal. Publicamos uma entrevista à tradutora. Até agora, já foram publicados em romeno Caminho e Forja e está a trabalhar-se na tradução de outras obras do Fundador do Opus Dei.

Dana Hãdãreanu, tradutora do livro sobre S. Josemaria, comenta as suas impressões sobre o trabalho da tradução.

Como conheceu S. Josemaria Escrivá?

Conheci primeiro o Opus Dei, e depois, através dele, S. Josemaria, e assim comecei a ler os seus escritos. Depois, conheci-o melhor através deste maravilhoso livro sobre a sua vida, que tive a honra e a alegria de traduzir.

O que lhe chamou mais à atenção na sua vida?

Toda a vida de S. Josemaria é um testemunho da sua santidade. Impressionou-me sobretudo o seu grande amor a Deus e a todos os homens, e a sua preocupação pelo bem espiritual, e também material, a sua grande generosidade e a sua enorme capacidade de sacrifício, em coisas grandes, mas também em coisas mais pequenas e nas coisas do dia-a-dia, que, às vezes, é difícil de suportar e nos faz perder facilmente a paciência.

Que pode oferecer à Romênia a mensagem de S. Josemaria?

Parece-me que na Romênia vivemos um tempo difícil de transição, que nos coloca ante um desafio moral. S. Josemaria teve de passar na sua vida por situações análogas e sempre soube reagir com um espírito positivo baseado nos valores cristãos. Por isso, julgo que recordar o facto de nós, por sermos cristãos, temos de viver com dignidade diante de Deus e que podemos encontrar Jesus e Deus na nossa vida corrente é uma mensagem cheia de esperança e de alegria. É uma coisa boa saber que, ainda que – aparentemente – a ninguém importe o que fazemos ou em que nos ocupamos, a Deus sim que lhe importa! Recordar que somos filhos de Deus é uma grande alegria, mas também uma grande responsabilidade.

Foi difícil traduzir os textos do Fundador do Opus Dei?

No que diz respeito aos textos de S. Josemaria, graças a Deus, pude utilizar as traduções já publicadas do Fundador do Opus Dei. Em relação ao resto do livro, não diria que foi difícil, mas foi uma grande responsabilidade, porque tentei respeitar a beleza e a clareza do estilo do autor, Salvador Bernal. Além do mais, contei com a ajuda inestimável das pessoas do Opus Dei do Centro Cultural "Timona", de Bucareste, a quem agradeço a sua paciência e compreensão, e também estou muito agradecida à redactora Maia Alexe.