Pammy, Filipinas

Pammy Vital mora em Filipinas, é casada com Bryan. Têm 2 filhos. Trabalha numa empresa que constrói e vende casas para pessoas de baixos recursos. Conheceu São Josemaria no colégio e diz que o ensinamento favorito "é pensar que ser bom e amável com as pessoas que não te agradam é uma maneira de santificar-se."

Testemunhos
Opus Dei - Pammy, Filipinas Pammy e a sua família

Qual é o sentido da vida?

A vida na terra é uma oportunidade para conhecer e compreender o verdadeiro amor, e o verdadeiro amor é Cristo.

Porque vale a pena viver?

Porque só temos uma oportunidade de viver. Uma vida que vale a pena viver, é uma vida que passa pela dor e pelo sofrimento, e mesmo assim pode estar cheia de sincera alegria e de felicidade. Há algo incompleto e insatisfatório na ideia de felicidade que prescinde da experiência da dor e do sofrimento.

Quando você passa por uma dificuldade, uma dor que não esperava, a que recorre para procurar ajuda?

Procuro recordar que a dor e o sofrimento na terra são temporários e que não temos que os carregar sozinhos. Tenho uma amiga que me lembra sempre "o abandono à vontade de Deus". A princípio era difícil de aceitar, mas agora converteu-se num pensamento reconfortante saber que Deus tem tudo sob controle.

Que significa ser cristã?

Viver uma vida que vê Cristo em cada pessoa, e tratar todos como o faríamos com Cristo e, mais importante ainda, como Cristo nos trata. O meu ensinamento favorito de São Josemaria Escrivá é pensar que ser bom e amável com as pessoas que não nos agradam é uma maneira de se santificar.

E ser cristão no meio do mundo?

Significa estar orgulhosa de ter Cristo no centro da vida, embora haja no mundo outras coisas que nos distraem. Nos cursos para pais, que frequento em EduChild também nos lembram e nos mantêm atentos para educarmos os nossos filhos de maneira proativa num ambiente centrado nas coisas que importam. Numa ocasião, a filha de uma pessoa conhecida estava muito doente e os médicos não a podiam operar porque tinha um tumor de 5 kg no estômago. Não sabíamos como ajudá-la, e demos-lhe estampas com a oração a Dom Álvaro. Estava feliz, porque Dom Álvaro intercedeu por eles e a filha curou-se sem nenhuma operação e sem tomar medicamentos!

O que você faz para que o mundo seja melhor?

Tive a sorte de crescer numa família maravilhosa, que me deu educação cristã. Penso que muitas pessoas estão sofrendo a pobreza e a infelicidade porque não cresceram com esta formação. Para mim, a contribuição mais importante que tento dar ao mundo é procurar passar tempo escutando aqueles que precisam de uma compreensão profunda do que é o amor, e explico-lhes pacientemente o que verdadeiramente é. Faço-o com as pessoas com quem trabalho no escritório, e logicamente na nossa família. Tem havido melhorias concretas nas suas vidas, especialmente quando trabalhamos para ajudar a filha de uma amiga a conseguir entrar na Punlaan School.

Como você explica a um amigo quem é Deus?

Para mim, é mais fácil explicar quem é Cristo. Costumo imprimir uma imagem de Cristo do filme a Paixão de Cristo, e digo-lhes, "lembra-te de quando abraça a Cruz; a Cruz que lhe traz dor é, contudo, a mesma cruz que nos traz a salvação". É isso que Cristo é para mim, Ele sofreu primeiro para que eu não tenha medo de sofrer, e para nos mostrar que a alegria no sacrifício e no sofrimento é a porta da verdadeira felicidade e da vida eterna.