Não podia pagar o colégio dos meus filhos

Queria comunicar o favor que obtive de Deus por intercessão de São Josemaria.

Favores de São Josemaria
Opus Dei - Não podia pagar o colégio dos meus filhos

Sou viúva desde os 27 anos, tenho 3 filhos: dois rapazes e uma rapariga. As idades são: 18, 16 e 14, respetivamente. Sou licenciada em Educação. Desde que morreu o meu marido abandonei-me nas mãos de Deus e sempre lhe digo que, como Ele o levou, agora é Ele que terá de me ajudar a levar para a frente a minha família. Durante estes 15 anos sendo mãe viúva têm sucedido coisas a que chamo milagres, e o último atribuo-o a S. Josemaria: chegou a altura das inscrições dos meus filhos no colégio. Uma pessoa, amiga da família, tinha-nos convidado para passar férias. Ao ver que eu não tinha com que pagar os estudos dos meus filhos, sacrificou as férias e disse-me que contasse com esse dinheiro para os pagar; isto tirou-me um peso de cima mas não totalmente porque só me chegava para pagar a inscrição de dois dos meus filhos. Decidimos usar o dinheiro para pagar a matrícula dos rapazes. Entretanto, rezava a S. Josemaria.

Passaram os dias e a data do começo das aulas aproximava-se; nessa altura trabalhava numa universidade na área de inovação educativa e chamaram-me de um colégio particular para dar aulas no ensino básico, onde também me ofereciam uma bolsa para minha filha e desconto na inscrição, o que me pareceu maravilhoso, já que a minha filha não ficaria sem aulas. Mas tinha dois inconvenientes: ela não queria deixar o seu colégio e que a nova escola era não confessional. O meu interesse para que continuasse no colégio onde estava era devido à formação católica que davam e, além disso, ao acabar o secundário, os alunos saem preparados para serem professores de inglês, o que é uma vantagem já que com essa formação poderia dar aulas e pagar os seus estudos superiores. Por isso, disse à minha filha que íamos esperar até ao último dia antes do começo das aulas para tomar a decisão.

Contava com o dinheiro

Três dias antes do começo do ano escolar telefonou-me o meu irmão (que estava a passar por uma grave crise económica) para me dizer que contasse com o dinheiro da inscrição da minha filha e também para pagar os livros e material dos meus três filhos. Disse-me ainda que me ia ajudar a pagar os estudos no colégio. Senti um grande alívio e imediatamente dei graças a Deus, pela intercessão de S. Josemaria e pela ajuda do meu irmão.

Aceitei o emprego nesse colégio, porque o ordenado era um pouco melhor. Comecei a trabalhar e gostava do ambiente, mas cedo comecei a notar que no ensino dessa escola estava implícita uma seita. Por isso estou muito mais convencida de que a decisão de não matricular a minha filha nesse colégio foi acertada, e sinto como Deus nos tem sob a sua proteção.

M. V., México, 24/01/2013