Homenagem a São Josemaria pelo 40º aniversário da sua visita a Cañete (Peru)

O povo de Cañete recordou a visita de São Josemaria Escrivá a estas terras há 40 anos com uma homenagem que contou com a presença de autoridades, estudantes de centros educativos e um grupo de voluntárias espanholas.

O povo de Cañete recordou a visita de São Josemaria Escrivá a estas terras há 40 anos com uma homenagem que contou com a presença de autoridades, estudantes de centros educativos e um grupo de voluntárias espanholas de Madrid e da Universidade de Navarra (Espanha) que realizam um campo de trabalho em Condoray.

D. Ricardo García, Bispo da Prelatura de Cañete e Yauyos, celebrou Missa solene no Santuário da Mãe do Amor Formoso de São Vicente, e a seguir realizou-se a procissão com a imagem do santo até à Câmara Municipal. Alunos de diferentes colégios, acompanhados de uma banda musical, estiveram presentes levando estandartes com frases de Caminho e de outras obras de S. Josemaria que influenciaram as suas vidas e exprimiram a sua gratidão por favores grandes e pequenos que realizou neste “Vale bendito de Cañete” como ele mesmo o denominou.

A presidente da Câmara, María Montoya, em nome dos cidadãos deste território, agradeceu o trabalho espiritual de São Josemaria Escrivá . Este santo animou, com o seu ensino e exemplo, centenas de sacerdotes da Prelatura de Yauyos – confiada pela Santa Sé ao Opus Dei a 2 de Outubro de 1957 – a dedicar generosamente as suas vidas às populações de lugares muito recônditos e a realizar um trabalho pastoral nessas terras, que deixou uma profunda marca na vida de famílias inteiras.

Salientou também que, graças ao Fundador do Opus Dei, existem instituições de promoção humana, espiritual e social, como Condoray e Valle Grande, que contribuíram para o desenvolvimento da Província de Cañete e beneficiaram milhares de pessoas de poucos recursos econômicos.

Recordou que São Josemaria na Tertúlia que teve a 13 de Julho de 1974 no auditório de Valle Grande, com comerciantes, professores, estudantes e mulheres do campo, “falou-lhes do trabalho, que deve ser feito com perfeição, para agradar a Deus. Pregou-lhes sobre as práticas de piedade, e acima de tudo, incentivou-os a limparem-se por dentro com uma boa confissão, abrindo a alma no Sacramento da Confissão”.

Finalmente leu-se uma Deliberação em que se reconhecia, em nome de todo o Concelho Provincial de Cañete, comemorar os 40 anos da chegada de São Josemaria a esta província onde deixou grandes ensinamentos para a formação espiritual e humana em prol da valorização da pessoa.