Documentário sobre a passagem dos Pireneus (legendado)

Documentário sobre um episódio da vida de São Josemaria: a passagem dos Pireneus. Um trabalho produzido por Arturo Méndiz, vencedor de três prêmios Goya e candidato ao Óscar.

“Queremos que todos conheçam a aventura de São Josemaria a caminho de Andorra, no Outono de 1937”. Estas são as palavras de Jordi Piferrer da Associação de Amigos dos Pallerols de Rialb a Andorra para explicar a razão deste novo documentário sobre a passagem dos Pireneus.

O documentário – produzido em espanhol, inglês e catalão – tem a duração de 22 minutos. É dirigido por Arturo Méndiz, vencedor de três prêmios Goya, assim como uma Palma de Ouro no Festival de Cannes e uma nomeação ao Óscar pelo seu trabalho Timecode.

O documentário aborda a história da passagem de São Josemaria pelo Pallerols de Rialb e o encontro da rosa na igreja de Pallerols. Este acontecimento confirmou a decisão de São Josemaria de continuar o caminho para Andorra porque estava angustiado interiormente, num processo de discernimento, para ver qual era a vontade de Deus.

Na segunda parte do documentário, o itinerário da passagem dos Pirineus é gravado a partir de um helicóptero. A expedição levou cinco noites, caminhando de Oliana até Andorra: um total de 100 km atravessando montanhas e rios até chegar a Andorra em 2 de dezembro de 1937.

Reviver a experiência de São Josemaria

Segundo Piferrer, “conscientes de que muitas pessoas em todo o mundo querem seguir este caminho e reviver a experiência de São Josemaria, produzimos este documentário; também criamos uma equipe de guias que acompanhará os grupos que o solicitarem”.

Durante os últimos anos muitos voluntários contribuíram para a realização dos objetivos da Associação: recuperar as rotas da expedição, reconstruir alguns edifícios pelo caminho, promover o seu conhecimento, assim como promover a criação de um centro de pesquisa ou reconstruir a igreja e reitoria de Pallerols.


Por sua vez, o produtor Arturo Méndiz disse que “quando fui incumbido de fazer o documentário sobre a passagem dos Pireneus, queria aprofundar os fatos e queria que as pessoas – quando vissem o documentário – entendessem o que todos aqueles que fizeram essas expedições realmente sofreram”.

Quando as imagens aéreas não permitiram acompanhar a narrativa, o realizador e produtor recorreram a desenhos de uma jovem ilustradora, Regina Insenser e à música de Luis Meseguer, enquanto Joan Girbau dirigiu a fotografia. Finalmente, o clube Raier, de Lleida, proporcionou os figurantes.

Mais informações sobre a passagem dos Pireneus

O caminho de São Josemaria através dos Pireneus – breve videoclipe que mostra a travessia que São Josemaria empreendeu no ano de 1937, através dos Pireneus.

Josemaria Escrivá durante a Guerra Civil de Espanha – Com o início da Guerra Civil em Espanha, o fundador do Opus Dei teve de estar em constante movimento, escondendo-se em vários sítios.

São Josemaria e a rosa de Rialp – Em Novembro de 1937, durante a última travessia dos Pireneus, Santa Maria confirmou as esperanças do fundador com uma rosa.

“Nunca poderei esquecer aquela Missa” – Pedro Casciaro relata a recordação da Missa que São Josemaria celebrou no dia 28 de Novembro de 1937, depois de uma penosa caminhada em meio à travessia dos Pirineus.