Mensagem do Prelado (12 julho 2019)

Durante a sua viagem pastoral pelos Estados Unidos e Canadá, Mons. Ocáriz recorda a força que tem a Comunhão dos santos e como nos podemos ajudar e sustentar, estejamos nós onde estivermos.

Cartas pastorais e mensagens
Opus Dei - Mensagem do Prelado (12 julho 2019)

Queridíssimos, que Jesus me guarde as minhas filhas e os meus filhos!

Nestes dias, desde que saí de Roma, tenho agradecido especialmente ao Senhor a maravilha da Comunhão dos santos. Com a certeza da fé, sabemo-nos inclusivamente mais perto uns dos outros do que com a simples proximidade física.

Quando chego a um lugar, parece que os que aí nos encontramos sempre estivemos juntos. E o mesmo acontece ao sair de um local: as despedidas simplesmente originam outra maneira de nos acompanharmos. Estamos sempre em casa e sempre podemos fazer a Obra e servir a Igreja, a partir de qualquer lugar em que nos encontremos.

Também em momentos difíceis, encontramos força nessa realidade que nos une intimamente e que é consequência da nossa união pessoal com Jesus Cristo.

Lembro-me de umas palavras escritas por S. Josemaria na Legação das Honduras, numa altura em que praticamente não se podia movimentar: "Estou sempre a cem léguas do lugar físico onde me encontro" (30-4-1937). Podia dizer isto porque se sabia muito unido também àqueles que não estavam perto.

Sei que tenho o apoio das vossas orações e da vossa alegria durante esta viagem pelos Estados Unidos e Canadá. E também vos acompanho a todos: encontramo-nos especialmente na Santa Missa, todos os dias.

Com todo o carinho, vos abençoa

O vosso Padre

Nova Iorque, 12 de julho de 2019