Etiqueta: Filiação divina

Há 24 resultados para "Filiação divina"
Divinas inspirações

Divinas inspirações

Este artigo pormenoriza o que ocorreu no coração de S. Josemaria em 2 de Outubro de 1928 e o caminho que Deus preparou desde essa data para os seus filhos.

Outros
São Paulo e os filhos de Deus

São Paulo e os filhos de Deus

“Abba, Pai, Papai”. Assim Jesus Cristo se dirigia a Deus quando dialogava com seu Pai. É algo que também nós podemos fazer: chamar a Deus “Pai”. Ele cuida de nós desta forma. No ano paulino, Pe Bob Gahl comenta esta realidade em um vídeo sobre o Apóstolo (1’45”).

São Paulo

“Eu confio em ti. Sei que és meu Pai”

Jesus ora no horto: Pater mi (Mt 26,39), meu Pai, Abba, Pater! (Mc 14,36), Abba, Pai! Deus é meu Pai, ainda que me envie sofrimento. Ama-me com ternura, mesmo que me fira. Jesus sofre, para cumprir a Vontade do Pai... E eu, que quero também cumprir a Santíssima Vontade de Deus, seguindo os passos do Mestre, poderei queixar-me se encontro por companheiro de caminho o sofrimento? Será esse um sinal certo da minha filiação, porque Deus me trata como ao seu Divino Filho. [...]

Mensagem

“Nós, os filhos de Deus, temos de ser contemplativos”

Nunca compartilharei a opinião - embora a respeite - dos que separam a oração da vida ativa, como se fossem incompatíveis. Nós, os filhos de Deus, temos de ser contemplativos: pessoas que, no meio do fragor da multidão, sabem encontrar o silêncio da alma em colóquio permanente com o Senhor; e olhá-Lo como se olha para um Pai, como se olha para um Amigo, a quem se ama com loucura. (Forja, 738)

Mensagem

“Comportamo-nos como filhos de Deus?”

Um filho de Deus não tem medo da vida nem medo da morte, porque o fundamento da sua vida espiritual é o sentido da filiação divina: Deus é meu Pai - pensa - e é o Autor de todo o bem, é toda a Bondade. - Mas será que tu e eu nos comportamos, de verdade, como filhos de Deus? (Forja, 987)

Mensagem
6. Os primeiros anos do Opus Dei

6. Os primeiros anos do Opus Dei

Anos de 1928, 1929, 1930... São Josemaria tinha que levar a cabo aquele querer divino, mas não contava nem com pessoas preparadas, nem com meios econômicos ou mecenato para o realizar.