Pelos caminhos da Europa

Pelos caminhos da Europa

Nos primeiros dias do mês de Abril de 1970, São Josemaria comentava que ia visitar dois santuários de Nossa Senhora, como um crente do séc. XII: com o mesmo amor, com a mesma simplicidade e o mesmo espírito. Ia pedir pelo mundo, pela Igreja, pelo Papa, pelo Opus Dei.

Ars e o Fundador do Opus Dei

Ars e o Fundador do Opus Dei

São Josemaria recorreu sempre com fé à intercessão do Cura de Ars, padroeiro do clero secular. A sua primeira viagem à cidade de Ars (França), para conhecer os lugares onde São João Maria Vianney exerceu o ministério sacerdotal e rezar diante dos seus restos mortais, foi em 1953.

Nossa Senhora de Einsiedeln

Nossa Senhora de Einsiedeln

O Santuário de Einsiedeln, na Suíça, está relacionado de modo especial com uma etapa do Opus Dei. Nesta cidade se realizou o primeiro Congresso geral ordinário da sua história. São Josemaria tinha um carinho especial por esta advocação mariana.

Magnanimidade, fé, “loucura”

Magnanimidade, fé, “loucura”

Torreciudad é, há nove séculos, ponto de encontro da piedade mariana. São Josemaria aderiu a esta história: o seu amor à Virgem Maria levou-o a promover a construção de um santuário. Na altura, levar a cabo esse projeto parecia uma loucura. Publicamos uma entrevista ao reitor do santuário, Pe. Javier de Mora-Figueroa, que conheceu pessoalmente o fundador do Opus Dei.