Quantas conversões...começaram num confessionário

Quantas conversões...começaram num confessionário

"Como faziam os grandes santos"! o Papa pediu aos sacerdotes que sejam generosos com o seu tempo e que o dediquem a confessar, que é uma manifestação da misericórdia de Deus. Deu-lhes o exemplo de santos como o Padre Pio, São João Bosco ou São Josemaria Escrivá.

Entre aspas

Discurso de Bento XVI aos participantes no curso sobre foro interno

"A disponibilidade fiel e generosa dos sacerdotes à escuta das confissões, segundo o exemplo dos grandes santos da história, de São João Maria Vianney a são João Bosco, de São Josemaria Escrivá a São Pio de Pietrelcina, de São José Cafasso a São Leopoldo Mandić, indica-nos a todos o modo como o confessionário pode ser um «lugar» real de santificação".

Entre aspas
Um raio de luz

Um raio de luz

"Cada santo é como um raio de luz que sai da palavra de Deus", afirma Bento XVI. As grandes espiritualidades na história da Igreja surgiram de uma referência explícita à Sagrada Escritura. "Entre os mais recentes pensemos também em São Josemaria e na sua pregação sobre o chamamento universal à santidade."

Entre aspas
Palavras de João Paulo II à Assembleia da União Apostólica do Clero

Palavras de João Paulo II à Assembleia da União Apostólica do Clero

Para realizar este ideal de santidade, cada presbítero deve seguir o exemplo do divino Mestre, o Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas. Um santo do nosso tempo, Josemaria Escrivá escreveu que “Nosso Senhor serve-se de nós como archotes, para que essa luz ilumine... De nós depende que muitos não permaneçam em trevas, mas que andem por sendas que levem até à vida eterna”.

Entre aspas