Eu sou de Deus e Deus é meu

Preciso de te confiar a minha emoção interior, depois de ler as palavras do profeta Isaías: "Eu te chamei, és Meu!: que Deus me diga a mim que sou Seu! É para se tornar louco de Amor! A filiação divina é o fundamento dos ensinamentos de S. Josemaria, apresentamos alguns textos para meditar sobre o amor de Deus a cada pessoa.

Textos para orar

Não sei o que se passará contigo..., mas eu preciso confiar-te a minha emoção interior, depois de ler as palavras do profeta Isaías: "Ego vocavi te nomine tuo, meus es tu!" - Eu te chamei, Eu te trouxe à minha Igreja, tu és meu! Que Deus me diga a mim que sou dEle! É para ficar louco de Amor!

Forja, 12

Que respeito, que veneração, que carinho temos de sentir por uma só alma, ante a realidade de que Deus a ama como coisa sua! São Josemaria

Que respeito, que veneração, que carinho temos de sentir por uma só alma, ante a realidade de que Deus a ama como coisa sua!

Forja, 34

Se corresponderes à chamada que o Senhor te fez, a tua vida - a tua pobre vida! - deixará na história da humanidade um sulco profundo e largo, luminoso e fecundo, eterno e divino.

Forja, 59

- Deus é meu Pai! - Se meditares nisto, não sairás dessa consoladora consideração.
- Jesus é meu Amigo íntimo! (outra descoberta), que me ama com toda a divina loucura do seu Coração.
- O Espírito Santo é meu Consolador!, que me guia nos passos de todo o meu caminho.
Pensa bem nisso. - Tu és de Deus..., e Deus é teu.

Forja, 2

O Senhor - Mestre de Amor - é um amante ciumento que pede tudo o que é nosso, todo o nosso querer. Ele espera que Lhe ofereçamos o que temos, seguindo o caminho que nos marcou a cada um.

Forja, 45

Procura a Deus no fundo do teu coração limpo, puro; no fundo da tua alma quando Lhe és fiel. E não percas nunca essa intimidade!
- E, se alguma vez não sabes como falar-Lhe nem o que dizer, ou não te atreves a buscar Jesus dentro de ti, recorre a Maria, "tota pulchra" - toda pura, maravilhosa -, para confiar-lhe: - Senhora, Mãe nossa, o Senhor quis que fosses tu, com as tuas mãos, quem cuidasse de Deus: ensina-me - ensina-nos a todos - a tratar o teu Filho!

Forja, 84

Jesus, diz-me se alguma coisa Te desagrada

O Senhor não se limitou a dizer-nos que nos ama: demonstrou-nos esse amor com as suas obras, com a vida inteira. - E tu?

Forja, 62

Jesus, Amor, pensar que posso voltar a ofender-te!... "Tuus sum ego..., salvum me fac!" - sou teu: salva-me!

Forja, 196

Deus é meu Pai, pensa, e é o Autor de todo o bem, é toda a Bondade.
S. Josemaria
Deus espera-te! - Por isso, aí onde estás, tens de comprometer-te a imitá-Lo, a unir-te a Ele, com alegria, com amor, com entusiasmo, ainda que se apresente a circunstância - ou uma situação permanente - de teres de caminhar a contragosto.
Deus espera-te..., e te necessita fiel!

Forja, 51

Quando se ama muito uma pessoa, deseja-se saber tudo o que a ela se refere.
- Medita nisto: tens fome de conhecer Cristo? Porque... é com essa medida que O amas.

Forja, 37

- Jesus, se há em mim alguma coisa que te desagrade, dize-o, para que a arranquemos.

Forja, 108

Um presente, Amor

Meus es tu - tu és meu. Foi o que o Senhor te manifestou.
- Que esse Deus, que é toda a formosura e toda a sabedoria, toda a grandeza e toda a bondade, te diga a ti que és seu!... E que tu não Lhe saibas corresponder!

Forja, 123

Senhor, peço-te um presente: Amor..., um Amor que me deixe limpo. - E outro presente ainda: conhecimento próprio, para me encher de humildade.

Forja, 185

Deves encher-te de confiança e ter um grande desejo, cada dia mais profundo, de nunca fugir dEle.

Forja, 214

Que foi que te fiz, Jesus, para que me queiras assim? Ofender-te... e amar-te.
- Amar-te: a isto é que se vai reduzir a minha vida.

Forja, 202

Diz ao Senhor, com todas as veras da tua alma: - Apesar de todas as minhas misérias, estou louco de Amor!, estou bêbado de Amor!

Forja, 205

Desejo-Te a Ti

Quando tiveres caído, ou te encontrares oprimido pelo fardo das tuas misérias, repete com segura esperança: - Senhor, olha que estou doente; Senhor, Tu, que por amor morreste na Cruz por mim, vem curar-me.
Confia, insisto: persevera chamando pelo seu Coração amantíssimo. Como aos leprosos do Evangelho, Ele te dará a saúde.

Forja, 213

Meu Deus, quando te amarei a Ti, por Ti? Se bem que, bem vistas as coisas, Senhor, desejar o prêmio imperecível é o mesmo que desejar-te a Ti, que Te dás como recompensa.

Forja, 1030

Experimentas uma alegria interior e uma paz que não trocarias por nada. Deus está aqui: não há coisa melhor do que contar-Lhe as penas, para que deixem de ser penas.

Forja, 54

Um filho de Deus não tem medo da vida nem medo da morte, porque o fundamento da sua vida espiritual é o sentido da filiação divina: Deus é meu Pai - pensa - e é o Autor de todo o bem, é toda a Bondade.
- Mas será que tu e eu nos comportamos, de verdade, como filhos de Deus?

Forja, 987

Maria, tua Mãe, levar-te-á ao Amor de Jesus. E aí estarás "cum gaudio et pace" , com alegria e paz, sempre “levado” - porque sozinho cairias e te encherias de lama -, caminho afora, para crer, para amar e para sofrer.

Forja, 677